08/10/2018 15h30 - Atualizado em 06/11/2018 16h07

Resultados de pesquisas em saúde poderão ser aplicados para melhorar SUS no ES

Foto: Mike Figueiredo
Apresentação de projetos selecionados pelo edital PPSUS da Fapes no Seminário Marco Zero, realizado em 3 e 4 de outubro.

Vinte e cinco estudos científicos serão realizados no Espírito Santo para melhorar serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) ofertados à população. Os projetos foram selecionados no edital lançado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (Fapes) este ano e apresentados no Seminário Marco Zero realizado nos dias 3 e 4 de outubro, em Vitória.

Quatro especialistas nessa área foram convidados para acompanhar o evento de divulgação dos projetos para a sociedade. Entre eles, estava o virologista Gubio Soares Santos, que atuou na identificação do zika vírus no Brasil.

Os pesquisadores foram selecionados pelo edital 03/2018 do Programa Pesquisa para o SUS – Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS). “Esta é uma iniciativa que aumenta a capilaridade do fomento à pesquisa em saúde em todos os estados. Desta forma, promove-se o desenvolvimento científico e tecnológico para atender todas as regiões do País e contribuir para a redução das desigualdades regionais”, pontua o diretor-presidente da Fapes, José Antônio Bof Buffon.

A chamada pública é fruto de uma parceria do Governo do Estado, por meio da Fapes e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), com o Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (Decit/SCTIE/MS), e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

“Esperamos que, ao término do prazo para execução dos projetos aprovados pelo edital, haja considerável e importante contribuição das pesquisas no âmbito do sistema único de saúde”, ressaltou o diretor técnico-científico e de inovação da Fapes, Rodrigo Ribeiro Rodrigues.

O PPSUS tem a proposta de aplicar a pesquisa científica, tecnológica e de inovação na melhoria do SUS para aumentar a qualidade de vida da população.

“Quem precisa das pesquisas é a sociedade. Por isso, os pesquisadores vão mostrar tecnologias que podem ser aplicadas. Nosso trabalho será apenas de ajustar o rumo dos estudos”, declarou Gubio Soares Santos, pesquisador do Laboratório de Virologia do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (UFBA).


Seminário Marco Zero - PPSUS

Quarta-feira, 3 de outubro

- 9h30: Avaliação da microbiota intestinal de recém-nascidos de mães internadas por estados hipertensivos.
Pesquisador: Elisardo Corral Vasquez (UVV – Vila Velha)

- 10h: Desenvolvimento e Avaliação de uma Estratégia Baseada no Uso de Aplicativos Móveis para Melhorar a Adesão ao Tratamento da Tuberculose Latente.
Pesquisador: Ethel Leonor Noia Maciel (Ufes – Vitória)

- 10h30: Implantação do protocolo de detecção de HPV e monitoramento do novo Sistema de Estadiamento como estratégias para reduzir a morbimortalidade e aumentar a efetividade da conduta terapêutica em câncer de cabeça e pescoço.
Pesquisador: Sandra Lúcia Ventorin Von Zeidler (Ufes – Vitória)

- 11h: Potenciais biomarcadores como preditores de câncer do colo do útero e anal por genótipos de HPV de alto risco em populações vulneráveis (soropositivos para HIV e mulheres quilombolas).
Pesquisador: Liliana Cruz Spano (Ufes – Vitória)

- 11h30: Operacionalização e avaliação de um novo teste fenotípico capaz de, simultaneamente, isolar, identificar e determinar a sensibilidade de Mycobacterium tuberculosis a isoniazida e rifampicina.
Pesquisador: Moises Palaci (Ufes – Vitória)

- 14h: Desigualdades socioespaciais e mortalidade perinatal: análise de óbitos evitáveis para (re)orientação das práticas profissionais na Região Metropolitana da Grande Vitória, Espirito Santo, Brasil
Pesquisador: Italla Maria Pinheiro Bezerra (Emescam – Vitória)

- 14h30: Identificação de transtornos mentais comuns e abuso de álcool/drogas no âmbito da atenção primária à saúde: desenvolvimento de instrumentos informatizados de rastreio e avaliação diagnóstica.
Pesquisador: Maria Carmen Moldes Viana (Ufes – Vitória)

- 15h: Estudo Biomecânico da Marcha de Indivíduos Amputados de Membro Inferior Atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Foto: Antônio Bento Filho (Ufes – Vitória)

- 15h30: Sífilis congênita e fatores associados em regiões de alta morbimortalidade infantil e materna no Espírito Santo.
Foto: Susana Bubach (Ufes – São Mateus)

- 16h30: Avaliação da qualidade de água na região do Caparaó Capixaba para delimitação de áreas prioritárias para investigação da exposição humana aos metais.
Pesquisador: Cristiane dos Santos Vergilio (Ufes – Alegre)

- 17h: Diagnóstico situacional e condição de saúde: um estudo em usuários de serviços de hemodiálise no Espírito Santo.
Pesquisador: Luciane Bresciani Salaroli (Ufes – Vitória)

- 17h30: Infecção do pé diabético: uma abordagem econômica, microbiológica e de prevenção.
Pesquisador: Ricardo Pinto Schuenck (Ufes – Vitória)


Quinta-feira, 4 de outubro

- 9h: Avaliação de parâmetros musculares isocinéticos do tronco e do equilíbrio postural de idosos com diferentes níveis de atividade física.
Pesquisador: Rodrigo Luiz Vancini (Ufes – Vitória)

- 9h30: Avaliação do potencial terapêutico e potencialização da imunidade humana anti-leishmania pelo bloqueio de PD-1 e quinase P38.
Pesquisador: Daniel Claudio de Oliveira Gomes (Ufes – Vitória)

- 10h: Estudo da qualidade do ar da Região da Grande Vitória: Aspectos Químicos e Biológicos.
Pesquisador: Silvia Tamie Matsumoto (Ufes – Vitória)

- 10h45: Adolescentes em situação de violência no espírito santo: uma análise dos casos notificados.
Pesquisador: Franciéle Marabotti Costa Leite (Ufes – Vitória)

- 11h15: Reconciliação medicamentosa realizada por farmacêutico clínico hospitalar: análise da implementação e de desfechos clínicos e humanísticos
Pesquisador: Lorena Rocha Ayres (Ufes – Vitória)

- 11:45h: Avaliação de implementação da política de educação permanente em saúde na atenção primária no município de Vitória, Espírito Santo.
Pesquisador: Carolina Dutra Degli Esposti (Ufes – Vitória)

- 14h: Mapeamento dos acidentes de transportes terrestres e outras causas externas na população assistida pelo serviço de atendimento móvel de urgência.
Pesquisasdor: Luciana Carrupt M. Sogame (Emescam – Vitória)

-14h30: Tecnologia vestível para alerta e vigilância de atmosfera perigosa.
Pesquisador: Karin Satie Komati (Ifes – Serra)

- 15h: Organização e estruturação do serviço de farmácia clínica em farmácias de Atenção Primária à Saúde do município de Vila Velha.
Pesquisador: Tadeu Uggere de Andrade (UVV – Vila Velha)

- 15h30: Acompanhamento, monitoramento e análise de informação da saúde da população ribeirinha pós-desastre: O SIMDESASTRE (Sistema de Monitoramento de Informação sobre desastre)
Pesquisador: Adauto Emmerich Oliveira (Ufes – Vitória)

- 16h15: Metais pesados e o perfil antioxidante/pró-oxidante do leite humano: relação com idade gestacional, estilo de vida da puérpera e com o crescimento e desenvolvimento dos lactentes.
Pesquisador: Marcio Fronza (UVV – Vila Velha)

- 16h45: Infecções sexualmente transmissíveis em mulheres vítimas de violência sexual atendidas em serviço de referência no Espírito Santo.
Pesquisador: Angelica Espinosa Barbosa Miranda (Ufes – Vitória)

- 17h15: Cogestão como um modo de trabalho em saúde.
Pesquisador: Alexandra Iglesias (Ufes – Vitória)

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo – Fapes
(27) 3636-1867
Fernanda Magalhães: comunicacao@fapes.es.gov.br / 99812-3072
Mike Figueiredo: comunicacao1@fapes.es.gov.br / 99309-7100

Tópicos:
PPSUS, Fapes, ciência, saúde, SUS, CNPq
2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard