29/04/2021 16h10 - Atualizado em 29/04/2021 18h58

Fapes divulga resultado homologado da chamada pública de apoio a pesquisas para melhoria do SUS no Espírito Santo

Foto: pexels.com

O Edital 09/2020 selecionou 18 propostas e investe mais de R$ 2 milhões em recursos, por meio da parceria com o Ministério da Saúde e o CNPq. 

Quarenta e cinco propostas foram submetidas no Edital 09/2020 – Programa de Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS), da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). A chamada pública encerrou, nesta semana, a avaliação das propostas e 18 delas foram selecionadas. O investimento foi de R$ R$ 2,03 milhões. 

“O Edital PPSUS tem o objetivo de apoiar as pesquisas que buscam melhorias e inovação em processos, protocolos de atendimento, gestão, tratamentos e exames do Sistema Único de Saúde, o SUS, capixaba. É um investimento fundamental para termos um Estado cada vez mais desenvolvido e inovador”, afirmou o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann. 

O resultado homologado da chamada pública pode ser acessado clicando aqui.

No resultado, os contemplados têm acesso às instruções para contratação dos projetos. A contratação acontece pelo sistema de gestão de processos digitais do Governo do Estado, o e-Docs, e deve ser realizada no período de 03 a 10 de maio. 

A diretora presidente da Fapes, Cristina Engel, comentou sobre a meta do Governo do Estado em investir na melhoria do SUS capixaba. “A saúde é, ou deveria ser, uma ação prioritária em qualquer plano de governo, ainda mais quando se tem uma pandemia como a que estamos vivenciando. Assim, o Governo do Estado, por meio deste edital, investe na busca de soluções diretamente aplicadas aos problemas existentes no sistema SUS, assim como em possíveis ações inovadoras que efetivamente levem à melhoria nos serviços e melhor atendimento à população capixaba. Esse é um edital que nos enche de orgulho, seja pelos complexos e eficientes sistemas de avaliação adotados, seja pelo resultado que esperamos, em breve, colher os frutos”, enfatizou Cristina Engel. 

A chamada pública apoiou pesquisas em cinco eixos temáticos, cada qual com diversos subtemas conforme listado no Anexo I do edital. Os estudos estão relacionados à economia e gestão em saúde; à saúde da mulher; à atenção primária à saúde; à vigilância em saúde; à assistência farmacêutica e às tecnologias de diagnóstico e suporte. 

Devido à pandemia da Covid-19, a doença causada pelo novo Coronavírus (Sars-CoV-2), as entidades organizadoras do edital incluíram, entre as temáticas prioritárias, assuntos como o tempo de internação e o impacto no orçamento de unidades de saúde; tratamentos adequados aos enfermos, além de monitoramento da população e triagem nos serviços com uso de inteligência artificial e análise espacial, por exemplo. 

O PPSUS 

Atualmente, estão em desenvolvimento no Espírito Santo 33 pesquisas científicas apoiadas pelo PPSUS, por meio de duas chamadas públicas lançadas em 2018 (editais 03/2018 e 25/2018). Nas pesquisas em andamento, já foram investidos pelo programa o total de R$ 2,66 milhões. Com o Edital 09/2020, os recursos repassados no Estado atingirão a marca de R$ 4,69 milhões. 

O Programa Pesquisa para o SUS – Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS) é fruto de uma parceria do Governo do Estado, por meio da Fapes e da Secretaria da Saúde (Sesa), com o Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia, da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (Decit/SCTIE/MS), e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

 

Informações à imprensa:

Assessoria de Comunicação da Fapes

Samantha Nepomuceno / Jair Oliveira

(27) 3636-1867 / 99309-7100

comunicacao@fapes.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard