26/12/2018 14h16 - Atualizado em 27/12/2018 12h17

Programas de pós-graduação do ES recebem apoio para atingirem níveis de excelência internacional

Foto: Divulgação/Ufes
Laboratório para pesquisas da Ufes.

Cinco cursos da Ufes com conceito 5 da Capes foram selecionados pelo edital do Propex, lançado pela Fapes

O Espírito Santo está prestes a dar um salto de excelência em pesquisa e ficar visível no mapa da produção científica mundial. Até agora, o Estado não possui nenhum programa de pós-graduação com os maiores conceitos atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) que indicam alto desempenho equivalente ao padrão internacional. Mas essa realidade mudará em breve com o investimento anunciado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes).

Por meio do edital do Programa de Excelência Acadêmica da Pós-Graduação Capixaba (Propex), foram selecionados cinco programas com doutorado acadêmico que tenham condições para atingir os níveis de excelência. De acordo com o resultado preliminar divulgado na última segunda-feira (17), os recursos a serem direcionados chegam a quase R$ 11 milhões oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec).

No Estado, até então, nenhum curso de pós-graduação foi avaliado pela Capes com as notas mais altas, que são 6 e 7. Porém, contamos com 15 programas na faixa do conceito 5, que representa bom desempenho, e que podem ascender em qualidade e importância.

“Toda vez que, representando o Estado, procuramos uma agência internacional de fomento à ciência, fomos questionados sobre a quantidade de pós-graduações de nível internacional presentes aqui”, ressalta o diretor-presidente da Fapes, José Antonio Bof Buffon. “Esta é uma iniciativa inédita no Brasil. Quando procuramos a Capes para comunicar sobre o Propex, foi-nos informado de que nunca houve um programa como este no País”, revela.

As cinco propostas selecionadas pelo edital do Propex são da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Os programas de pós-graduação beneficiados serão os de: Engenharia Ambiental; Química; Biotecnologia; Astrofísica, Cosmologia e Gravitação; e Psicologia.

O edital destinará recursos para financiar uma série de itens, como bolsas (de mestrado, doutorado, iniciação científica), visitas técnicas, capital e custeio.

Avaliação da Capes

A avaliação da pós-graduação foi criada em 1976 para o acompanhamento de todos os programas de pós-graduação stricto sensu são submetidos a uma criteriosa avaliação periódica, cujos resultados são publicamente divulgados.

Os programas recebem notas na seguinte escala:
- 1 e 2: têm canceladas as autorizações de funcionamento e o reconhecimento dos cursos de mestrado e/ou doutorado por ele oferecidos;
- 3: significa desempenho regular, atendendo ao padrão mínimo de qualidade;
- 4: é considerado um bom desempenho;
- 5: é a nota máxima para programas com apenas mestrado
- 6 e 7: indicam desempenho equivalente ao alto padrão internacional.

*Saiba mais sobre a avaliação da Capes: http://www.capes.gov.br/acessoainformacao/perguntas-frequentes/avaliacao-da-pos-graduacao/7421-sobre-avaliacao-de-cursos
*Acesse o edital do Propex: https://fapes.es.gov.br/Media/fapes/Importacao/Edital_14-2018_PROPEX_14set2018_alterado2.pdf
*Confira o resultado preliminar do edital: https://fapes.es.gov.br/Media/fapes/Importacao/FAPES-CAPES_14-2018_PROPEX_resultado_18dez18.pdf
*Lançamento do edital do Propex: https://fapes.es.gov.br/editais-propex-bioterios-nossa-bolsa-mestrado

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação/Fapes
(27) 3636-1867
Fernanda Magalhães: comunicacao@fapes.es.gov.br / 99812-3072
Mike Figueiredo: comunicacao1@fapes.es.gov.br / 99309-7100

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard